Qual a melhor combinação de captadores Seymour Duncan para modelos Les Paul ?


   Na realidade, essa não é totalmente uma postagem das minhas opiniões. Estou tendo algumas dúvidas quanto às captações da Seymour Duncan que eu poderia usar nas minhas Les Pauls não Gibson. Assim, agradeceria por mais informações e opiniões sobre esse tema.

    Tenho 3 guitarras modelo Les Paul para trocar a captação: Epiphone Custom Black Beauty 3, Epiphone Custom e PRS SE 245

     Inicialmente, considero o madeiramento das Epihones Custom muito bom, com timbre encorpado e sustain, mesmo com a captação original não me deixou a desejar. A PRS é um pouco mais leve, mas sinto que o som parece menos cheio e encorpado que das Epiphones, não acho o som desta guitarra tão característico de Les Paul como as Epiphones Custom. Será que isso seria somente pela captação ou teria influência do corpo da guitarra (SINGLECUTWAY PLAYER) ??
     Devido a essas diferenças entre o corpo e o timbre original dessas guitarras, resolvi reconsiderar o uso do JB na minha Epiphone Black Beauty. Como já comentei, gostaria de manter o som com características de Les Paul dessas guitarras, principalmente das Epiphones, onde acho que terei ótimos resultados com os Seymours. 
    Andei pesquisando melhor as opções e tive algumas impressões. Parece que é meio consenso de que o JB é o mais popular entre todos e também o mais versátil (do country ao Heavy metal). Guitarristas de gostos mais diversos falam muito bem desses captadores. Além de terem ótimos resultados em vários tipos de guitarras como Stratos, Les Pauls, Semi-acústicas, Soloist... A respeito desse captador, só há elogios. Porém essas vantagens, no meu caso, eu gostaria de evitar, porque queria um som mais específico, que soasse mesmo mais vintage como o som de algumas Les Paul antigas. Dessa forma, estou pensando em colocar esse JB para minha PRS, onde não perderia tanto as características originais da guitarra, pois a considero inferior às Epiphones nesse sentido. O fato da madeira do corpo ser mais leve e menos densa, poderia ser compensado pelo maior ganho e "ação" do JB. Seguindo o mesmo raciocínio, colocarei o modelo JAZZ no braço. Dentre as opções, parece que esse modelo (também um dos mais populares para o braço) é considerado uma recomendada e clássica combinação com o JB, assim como o ´59 Model. Este último, parece ser um pouco mais direcionado a um som vintage, tipo blues, e o JAZZ, tendo um som mais "cheio" e versátil com bastante clareza e definição das notas. Dessa forma, reservei o `59 Model para a Epiphone Black Beauty e colocarei essa combinação JB/JAZZ na PRS. Procuro deixar essa guitarra com mais presença e brilho do timbre, assim como maior saída e ganho dos captadores, podendo tocar desde um blues até um Hard Rock.
     Agora para as Epiphones, quero manter as características originais da quais eu gosto. Assim, teríamos algumas outras opções que eu considerei, como os modelos CUSTOM. Aí temos uma outra questão: Custom, Custom 5 ou Custom Custom? Existem diferenças técnicas como o fato do Custom ser de cerâmica, o Custom 5 ser mais vintage, o Custom Custom ter mais saída e assim vai; mas todos são do tipo PAF como das Les Pauls da Gibson. Nos foruns e reviews é até engraçado como as opiniões são díspares. Tem uns que consideram o Custom ser o melhor captador de todos, enquanto outros o consideram o pior captador do mundo ! Isso acaba acontecendo um pouco com os outros sub-modelos também. Em geral, os mais falados são o Custom e o CustomCustom, mas pelo jeito, a diferença de timbre depende muito do gosto pessoal. Acredito que os dois devem ser muito bons. 
     Pensando na minha Epiphone Custom e seguindo minha tendência em manter um ganho moderado sem perder as características da guitarra, escolhi o modelo CUSTOM que teria uma menor saída que o CustomCustom. Procuro mais um som de PAF sem muito exagero, mais natural. No braço, vou arriscar um modelo que não é tão popular, mas acredito que vai se adequar ao meu gosto, o PEARLY GATES. As especificações são bem semelhantes às outras opções e é recomendado como combinação para o Custom na ponte. Procuro deixar essa guitarra com um timbre mais "moderno", não tão vintage, podendo tocar um Rock and Roll com o som clássico da combinação de uma Les Paul com um Marshall.
       Para minha Epiphone Black Beauty onde iria colocar o JB, vou trocar os originais pelo novo Híbrido 59 Model/Custom, teoricamente esse captador seria a união desses dois captadores representados por uma bobina de cada um. Essa guitarra eu acho que tem um timbre original que lembra os `57 Classic da Gibson, assim vou tentar manter um pouco dessa característica. Acho que esse híbrido seria uma boa opção, por ter um som PAF como o modelo Custom e soar mais vintage pelo 59 Model. Para fechar, colocarei o ´59 Model no braço. Estou errado ? Procuro deixar essa guitarra o mais vintage das três, quero mantê-la com um timbre das Les Pauls antigas e ainda conseguir tocar um Rock clássico.

      Como um grande fã do Joe Bonamassa, eu não poderia deixar de considerar seus novos captadores Signature da Seymour Duncan. Com apenas 1959 unidades produzidas e comercializadas, eu já comprei a minha unidade e stou esperando chegar pelo Ebay. Estes, eu predendo instalar numa Les Paul da Gibson ou até na minha Gibson Studio Joe Bonamassa (dúvida cruel pois ela já vem com os Bursbuckers 2 e 3), mas essa questão deixamos para uma outra discussão... Sinceramente, se eu pudesse, compraria uma bela Epiphone Standard PlusTop PRO 2013 e colocaria esses captadores do Joe Bonamassa nela. Imaginem !

      Em resumo:

      PRS SE 245 : JB /JAZZ
      Epiphone Custom: Custom/Pearly Gates
      Epiphone Custom BlackBeauty: Híbrido 59-Custom/ 59 Model.

    Concordam ? Opiniões, sugestões ou comentários ?

Vejam a continuação dessa postagem em

CAPTADORES: Modelos da Seymour Duncan


     Abraço a Todos !
   
   

28 comentários:

  1. Você acha que vale a pena mudar os captadores de uma Les Paul Traditional 2013 para um Seymour Slash?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alexandre,

      Bem, a Tradicional 2013 já vêm de fábrica com os 57 Classic/Plus. Tendo a mesma configuração da minha Tradicional 2011 (não a 1960 zebra). Aos meus ouvidos, essa é a guitarra que têm o timbre que mais gosto das minhas Gibsons originais. Acho que os 57 Classic são os captadores mais característicos desse modelo. Como já comentei e postei, mesmo a 1960 zebra que também vem com os 57 Classic de fábrica, não soam como essa minha Tradicional.

      O que eu acho dos Seymours: Em geral, têm mais brilho e definição que os da Gibson, mas a diferença não é assim tão grande... Depende muito do gosto individual também. De qualquer forma, depois das minha trocas, estou muito satisfeito com esses captadores e não me arrependo.

      Sobre os caps do SLASH: Bem, como já postei, coloquei esse kit na minha Gibson Tribute 50. Adorei o resultado, principalmente por ser uma grande fã do Slash. O resultado é bem característico do seu timbre, principalmente num Marshall. Troquei pelos 498/490 originais.

      Minha opinião pessoal final é que você têm uma ótima Gibson Les Paul e com um dos captadores de que eu mais gosto da Gibson. Mas se você é uma grande fã do Slash e busca algo parecido com o timbre dele, os seymours podem ser uma ótima opção.

      Espero ter ajudado.
      Se puder, mande fotos.
      Abraço

      Excluir
    2. Obrigado pela resposta e atenção ,mandarei fotos.

      Excluir
  2. O que acha da combinação duncan custom sh-5 na ponte e um alnico II pro slash para o braço de uma gibson les paul? Abço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá !

      Sinceramente, essa seria minha primeira escolha para uma Les Paul! Principalmente adicionando o Pearly Gates como opção do braço, mas o Alnico PRO II também é um dos meus preferidos para o braço.

      Abraço!

      Excluir
  3. Olá amigo, tenho uma les paul c 3 captadores, estou pensando em troca-los, pensei em colocar algo bem KISS, o que seria melhor para ficar c uma guitarra lá Ace Frehley?
    Dimarzio Super distortion (Ponte)
    Paf (meio)
    Paf (Braço)

    Dimarzio Super distortion (Ponte)
    Dimarzio Super distortion (Meio)
    Paf (Ponte)

    ou tudo super distortion?

    Detalhe.. o captador que se usa no meio é o para ponte ou para braço?
    Desde já agradeço a Atenção!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo !

      Sinceramente, não tenho nenhuma guitarra com captação Dimarzio para que eu possa ter uma referência melhor...
      De qualquer forma, se formos seguir a Les Paul original Ace Frehley tanto da Gibson Custom quanto da Epiphone, teríamos a primeira opção com os PAFs no braço e meio.
      PARA O MEU GOSTO, acho que os captadores PAF são mais bacanas para o meio, mas isso seria mais pelo timbre mesmo. Já perguntei para o meu luthier sobre as posições dos captadores e parece que não há uma REGRA, mas temos muitos captadores bem característicos para determinadas posicões. Um detalhe que muitos tentam respeitar: opta-se por uma captador mais "forte" para a ponte, mas isso também não impede que você use a mesma captação na ponte e braço. Acho que mudando o modelo do braço, você tem mais diferença de timbre entre eles (versatilidade).

      Um exemplo: coloquei EMGX 81 na ponte e no braço da minha LTD-MH50 e gostei muito do resultado. Mas acho que se eu tivesse usado tipo o EMGX 85 no braço teria um som um pouco mais diferente...

      Espero ter ajudado!
      Abraço!

      Excluir
  4. Tenho uma Gibson Signature Slash. Meu luthier me aconselhou colocar um JB no braço e um 59 na ponte. Compensa a troca? Abraços! GUSTAVO MIRANDA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gustavo, obrigado pelo retorno!

      Essa pode ser uma questão de gosto pessoal, mas penso que a sua guitarra tenha os Alnico II PRO signature do SLASH, que eu considero ser um dos pares que mais agradam meus ouvidos, principalmente na posição do braço.
      Eu acho que você não sentiria tanta diferença com a troca para o JB/JAZZ e ainda perderia o timbre característico do Slash, além de desvalorizar sua Gibson que é uma signature. AO MEU VER, "trocaria seis por meia dúzia"...

      Espero ter ajudado!
      Abraço.

      Excluir
    2. Agradeceria muito por fotos e comentários da sua Gibson SLASH.
      Deve ser demais !

      Excluir
  5. oii..tenho uma ibanez gostaria de saber se ficaria legar colocar um seymour nela??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite,

      Sim, os Seymour Duncans podem dar um ótimo resultado em guitarras do modelo da Ibanez, que inclusive possui alguns modelos (RG) que vêm de fábrica com os humbuckers da DIMARZIO (também uma ótima opção). Assim como as ESP/LTD que vêm de fábrica com captadores da Seymour Duncan e EMG...

      Com os Seymours, você poderia ter desde um som mais clássico (Custom, PAF) até algo mais "consistente" como os captadores Distortion, Dimebucker ou até o popular JB (esse eu acho que poderia "combinar" com o modelo da sua guitarra). Para o braço o JAZZ seria uma ótima opção.

      Espero ter ajudado.
      Abraço.

      Excluir
  6. Boa tarde tenho uma duvida, sobre combinação de captadores, tenho uma gibson les paul traditional, com captadoreres 57 e 57 plus, gostaria de saber sobre características de som se combinaria com alnico 2 pro slash nelas, visto que a diferença de uma standard para a traditional é o corpo da traditional que não tem furos internos para alivio de peso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde,

      Eu gosto muito do timbre dos captadores do Slash (já instalei em duas das minhas Les Pauls), acho que têm um toque vintage pelo Alnico II (como os 57 Classic), porém com mais ganho e com um timbre mais "Rock and Roll". Um timbre seco, com médios e agudos mais evidentes e ganho moderado.

      Veja essas Demos:
      http://www.guitarworld.com/demo-videos-seymour-duncan-alnico-ii-pro-slash-signature-pickups

      Em relação ao corpo da guitarra e seu resultado sonoro, ainda não tenho uma opinião formada... Estou aguardado minha Epiphone (sólida) voltar do Luthier; na minha Gibson Tribute ´50 (Chambered), tive a impressão de um timbre com pouco "corpo", seria pelo alívio de peso Chambered? Pretendo, logo que possível, comparar essas duas guitarras e ver se há influência do corpo no timbre dos captadores do Slash.

      Veja também:

      http://www.lespaulbr.com/2014/01/tunando-minha-epiphone-plustop.html
      http://www.lespaulbr.com/2013/11/epiphone-les-paul-standard-plustop-pro.html
      http://www.lespaulbr.com/2013/01/studio-50s-tribute-hambucker-minha_18.html

      Espero ter ajudado.
      Agradeceria por fotos e comentários da sua Les Paul para o Blog - minhalespaulbr@gmail.com

      Abraço.

      Excluir
  7. Olá, Tenho uma Gibson Les Paul Axcess e estava pensando em trocar os captadores dela (Super Hot 496R e 498T). Eles trazem um som muito sujo, crunch, carregado em distorção. Pensei em colocar Captadores Seymour Duncan Alnico II Pro Slash 11104-08 APH-2s ou Pearly Gates. Curto muito o som do Angus Young e Slash. Acha que poderiam dar um som com mais brilho e, principalmente, definição?
    Me ajudem !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite,

      Na minha opinião, você está no caminho e raciocínio correto. Tipo, faço de suas palavras as minhas para descrever as opções em questão (496/498/Slash). No Alnico II Pro, você teria um timbre bem característico do Slash, com um ganho mais moderado e definido, com certeza, aos meus ouvidos, menos "sujo" que os 496/498.
      Pessoalmente, o Alnico II Slash do braço e o Pearly Gates na mesma posição são meus preferidos, inclusive colocarei o Pearly Gates em uma guitarra que estou construindo com um Luthier.
      Veja essas postagens relacionadas ao tema:

      http://www.lespaulbr.com/2013/01/studio-50s-tribute-hambucker-minha_18.html
      http://www.lespaulbr.com/2014/01/tunando-minha-epiphone-plustop.html
      http://www.lespaulbr.com/2013/09/captadores-modelos-da-seymour-duncan.html

      Espero ter ajudado.
      Agradeceria muito se pudesse me enviar fotos e comentários de sua guitarra para o Blog: minhalespaulbr@gmail.com

      Abraço

      Excluir
  8. Olá. Meu nome é André e possuo uma Epiphone Les Paul Standard e estou querendo tunar a guria. Gosto muito do som dos captadores Gibson Classic 57. Quais caps da Seymour Duncan que soariam mais aproximados em timbres aos 57 da Gibson (braço e ponte)? A mudança de timbre da guitarra é muito significante com a troca dos captadores originais dela?
    Obrigado,
    André.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite André,

      Não há uma captação da Seymour Duncan que soe especificamente como os 57 Classic da Gibson, mas eu acho que o 59 Model pode ser uma boa opção, assim como os modelos Custom, que seriam uma pouco mais "fortes". Lembrar também o antiquity Seth Lover.
      Eu acho que os originais Alnico Classic das Standards da Epiphone seguem um pouco o timbre dos 57 Classic (toque vintage), mas caso troque por alguma opção da Seymour Duncan, você certamente sentirá diferença. Em geral, conferem ao timbre mais brilho, definição e ganho/ataque.

      Espero ter ajudado.
      Agradeceria se enviasse fotos e comentários da sua Les Paul para o Blog - minhalespaulbr@gmail.com

      Abraço.

      Excluir
    2. Veja também essa postagem:

      http://www.lespaulbr.com/2014/01/tunando-minha-epiphone-plustop.html

      Excluir
  9. e ai cara blz, eu tenho uma Epiphone Les Paul Standard, eu gostaria de trocar os caps dela por um conjunto de seymour, eu curto muito o timbre do Slash , vc me aconselharia colocar o par do alnico pro II ? ou faria uma outra combinação tipo 59 model na ponte e alnico pro II no braço? o que vc me fala sobre essas duas opções>>>

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Sinomar,

      Veja essas minhas outras postagens:

      http://www.lespaulbr.com/2013/11/epiphone-les-paul-standard-plustop-pro.html
      http://www.lespaulbr.com/2014/01/tunando-minha-epiphone-plustop.html
      http://www.lespaulbr.com/2014/03/finalmente.html
      http://www.lespaulbr.com/2014/03/epiphone-les-paul-plustop-pro.html (ALNICO PRO II)

      Espero ter ajudado.
      Abraço.

      Excluir
    2. eu já havia vistos esses outros posts! eu apenas gostaria de saber a respeito dessas duas configurações que falei qual era sua opinião!

      Excluir
    3. Boa tarde Sinomar,

      Como você deve ter visto, sou meio suspeito em opinar sobre o Kit do Slash, pois o considero com um dos timbre que mais me identifico dentre as opções da Seymour Duncan. E a posição do braço, sempre me chamou a atenção (meu preferido para essa posição)
      O 59 Model também gosto, mas acho mais fraco na questão de saída e ganho. Imagino assim, o Kit do Slash para um Rock and Roll Clássico e o 59 Model, para algo mais vintage e leve. Um combinação interessante seria inverter sua ideia, Alnico II PRO na ponte e 59 Model braço.

      Abraço.

      Excluir
  10. Boa tarde!!!
    Tenho uma Gibson Les Paul Standard Raw Power e acabei trocando os caps originais (490 e 498) pelos SPH90 (Phat Cat) da Seymour Duncan. Estou achando o som um pouco "magro". Estava pensando em colocar na ponte um 57 Classic ou o JB. O que acham?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Diogo,

      Um detalhe, no geral, a captação da Seymour Duncan tem um som mais "magro" se comparado com os captadores da Gibson, principalmente a linhas dos 490/496/498. No entanto, o modelo JB poderia ter um timbre um pouco mais encorpado que o 57 Classic. Este eu acredito que seja o captador da Gibson mais inclinado para o timbre vintage, com um som mais "fino" e menos encorpado.

      Espero ter ajudado.
      Abraço.

      Excluir
  11. Olá. eu tenho uma Strinberg LP, e não tenho idéia de quais captadores colocar,queria um timbre jazz sem perder o peso do rock, você me sugere algo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Ismael,

      De acordo com as suas preferências, acredito que todos os captadores que descrevi nessa postagem podem te agradar e "casar" com seu estilo musical. Nenhum deles seria de alto ganho ou saída, mas acho ideais para um Rock and Roll clássico e estilos mais leves como Jazz e Blues. Como descrevi acho o 59 o mais "leve" deles, mas com mais toque vintage.

      Espero ter ajudado.
      Abraço.

      Excluir